Scanner de mão Portatil

Nobreak

Câmera Genius 10MP

Roteador USB p/ rede 3G

Nova geração do iPhone deve ser lançada em julho

terça-feira, 30 de março de 2010

O último lançamento da Apple, o iPad, foi uma sensação. Agora, a empresa espera mexer novamente no mercado com o lançamento do novo iPhone, esperado para o mês de junho ou julho (a previsão anterior era para maio), e que deve impulsionar as ações da empresa.

Clientes corporativos serão os primeiros a receber o aparelho e usuários finais terão acesso apenas mais tarde.

Os applemaniacos mal se acostumaram com a tecnologia do iPhone 3G e o iPhone 4G (ou HD iPhone), como será chamado, promete abrir uma nova geração do aparelho. Os rumores são muitos, o que já é hábito sempre que um novo aparelho, ainda mais sendo da Apple, está para ser lançado no mercado.

Ao contrários das 3 gerações anteriores, o display do novo iPhone deve mudar. Se algumas pessoas achavam o iPhone grande demais, esperem para conhecer a nova tela (OLED) ainda mais longa.

O processador deve ficar mais rápido. A câmera de 5 megapixels terá melhor qualidade e saída frontal para video-conferência (iChat Mobile), além de uma nova tela de alta resolução.

De acordo com uma matéria publicada recentemente no Wall Street Journal, analistas de investimentos estão ainda mais animados com a atualização do iPhone do que com o iPad por causa das inovações. O chip A4, utilizado no iPad pode ser outra novidade do iPhone 4G, que já tem alguns componentes sendo produzidos pela empresa chinesa Ontrade desde o final do ano passado.

Se a previsão de vendas do iPad é de 2,9 milhões de unidades em 2010 e 7,3 milhões em 2011, o que já é considerado um bom desempenho, o iPhone, que teve 8,7 milhões de unidades vendidas só no último trimestre de 2009, deve contabilizar 37,3 milhões de smartphones da Apple em 2010. (Márcia de Lemos)

Tudo wireless! Em breve os fios serão coisa do passado

segunda-feira, 22 de março de 2010

Em casa ou no escritório todo mundo já desejou um dia não ter mais que lidar com as milhares de conexões e milhares de fios que se espalham para todos os lados vindos de todos os aparelhos.

Por isso, entre os grandes avanços tecnológicos dos últimos tempos, está o desenvolvimento da comunicação, transmissão de dados e conexões do tipo Wireless (rede sem fio) para atender a necessidade de tantos usuários.

Já existem vários tipos de wireless para promover a flexibilidade de movimentação principalmente de equipamentos de informática dentro de escritórios, universidades, em casa ou outros locais onde o cabeamento não poderia ser utilizado. Assim é o mundo móvel, redes sem fio que permitem o uso em qualquer lugar onde não se tem uma rede cabeada.

Com o tempo e a elevação da taxa de transferência de dados, que passou a atingir Mbps, a rede wireless passou de sonho a realidade. Além dos usuais computadores, a tecnologia sem fio possibilitou a comunicação entre dispositivos sem fio, permitindo o uso remoto de equipamentos domésticos e periféricos (teclado, mouse, impressoras, etc) aos computadores.

Já é comum em muitas casas o uso de roteadores nas casas para distribuir os sinais da internet. Mas não vai ficar só por aí. Em breve, um único equipamento poderá fazer não só a transmissão de dados, mas também transmitir sinais de televisores digitais e aparelhos eletrônicos diversos.

A chamada casa do futuro, ou escritório inteligente terá enfim uma nova tecnologia wireless mais avançada capaz de realizar a conversão de sinais de radiofrequência, sem interferências ou bloqueios físicos. Esse tipo de wireless vai usar o laser como base, emitindo pulsos acelerados e permitindo a emissão e a recepção a partir de uma estação base pequena o bastante para fazer parte de um computador.

Assim, a partir de um computador, o processamento das informações poderá ser centralizado e distribuído nos demais equipamentos eletrônicos do ambiente.

Futuro distante? Nem tanto. A necessidade já se faz presente e pesquisadores já estão trabalhando para tornar os fios um objeto do passado. (Márcia de Lemos)

Mais dicas para escolher o Nobreak certo

segunda-feira, 8 de março de 2010

Todo mundo mundo sabe a dor de cabeça que é perder tudo o que se estava fazendo no momento do corte abrupto de energia elétrica. Para evitar esse tipo de prejuízo é que servem os Nobreaks, equipamentos que mantém seus equipamentos funcionando com total autonomia na ausência de energia elétrica por um determinado tempo.

Assim, usuários evitam perder documentos que estavam abertos sem salvar, trabalhos em andamento e o mais importante, o Nobreak evita a queima de computadores, periféricos e outros.

Graças a uma bateria que acompanha o Nobreak, a energia continua estabelecida e a autonomia pode ser de alguns minutos ou até mesmo horas, dependendo do equipamento e de sua configuração.

Por isso, para adquirir o Nobreak certo para as suas necessidades (rede ou estação de trabalho) é preciso realizar alguns cálculos:

Primeiro, é preciso calcular a potência de cada um do seus equipamentos em VA. Lembrando que volt = tensão e ampére = corrente. Então, multiplique os valores do V e A para obter o resultado em VA. Ou seja, 120x 5a = 600VA

Mas, se a potência dos seus equipamentos estiver em watts, basta multiplicar o valor em watts de cada um dos equipamentos por 1.52 para se chegar ao valor dos mesmos em VA.
Ex: 350W x 1,52 = 532VA

Para comprar o seu Nobreak, escolha sempre um cuja potência seja no mínimo 30% maior que a soma das potências dos aparelhos que serão conectados nele. Assim, com o valor total de todos os equipamentos em mãos e para obter uma margem de segurança de 30%, multiplique o total por 1.3. Ou seja, 600va x 1.3 = 780 VA


Escolha um modelo que tenha o fator de potência próximo de 1. Nobreaks com fatores inferiores a 0,4 podem não oferecer a segurança necessária.

Finalmente, outra recomendação é adquirir um Nobreak que utilize apenas 60% de sua potência. Assim, no futuro, caso você precise de alguma expansão nos equipamentos, não precisará trocá-lo. (Márcia de Lemos)


Conheça a variedade de Nobreaks da Deltatronic Informática e proteja bem seus equipamentos!


Samsung lança linha de televisores com tecnologia 3D

segunda-feira, 1 de março de 2010

A onda da tecnologia 3D está cada dia mais forte. De olho nesse novo interesse, a Samsung Eletronics, considerada a maior marca de televisores do mundo, anunciou, na Coréia do Sul, a venda de televisores com a tecnologia 3D.

A meta da empresa coreana é alta. A Samsung espera vender dois milhões de televisores 3D em 2010. Os aparelhos começam a ser lançados mundialmente agora em março e a divulgação contará com uma agressiva estrategia de marketing.

A nova linha em 3D da concorrente da também coreana LG Electronics lançou três séries de televisores 3D com display LCD e iluminação com LED. Além da LG, a Samsung espera sair na frente de outros concorrentes fortes como a Sony e a Sharp.

A aposta 3D ganhou força nos últimos anos. Filmes no cinema, games em 3D, notebooks e agora televisores prometem seduzir um público que busca novidades e tudo em última tecnologia.

No entanto, a tecnologia 3D, apesar de muito sedutora, ainda é uma aposta arriscada. Os grandes problemas ainda são os altos custos (incluindo aqui a necessidade da venda casada de óculos especiais) e também a pequena oferta de conteúdo produzido com a tecnologia (que certamente mudará assim que os televisores ganhem espaço no mercado).

É só imaginar como seria a proliferação de programas em 3D nas transmissões cotidianas. Programas e eventos esportivos ficarão mais atraentes e jogos em 3D devem virar uma febre. Pena que a tecnologia ainda está começando em pleno ano de Copa do Mundo. (Márcia de Lemos)

Gostou do Post? Acompanhe mais novidades em informática, eletrônicos e tecnologia aqui no Blog da Loja Deltatronic Informática.